Retrospectiva 2014 + Feliz 2015!

31.12.14 Renata Carvalho 1 Comments


Mais um ano terminando e agora é aquela hora para a Retrospectiva 2014. Sempre achei muito legal essa coisa de olhar para trás uma última vez, relembrar coisas boas que aconteceram comigo esse ano e que sentirei saudades; e também coisas não muito boas, mas que me serviram de aprendizado para fazer melhor no ano que se inicia. Foi em 2014 que o blog de fato deixou de ser um blog literário para se tornar algo mais diversificado, onde eu passei a postar um pouco de tudo o que eu queria e gostava, mas sem deixar de lado as resenhas de livros, que é algo que eu ainda amo muito.

Em janeiro desse ano eu mudei o antigo nome Resenhando Books para Borrifo de Cores, que foi o momento que o blog deixou de ser apenas literário. Ainda assim eu não sentia que esse era o nome ideal, então em março eu realizei um sonho de comprar um domínio para o blog, e ele passou a se chamar Cenas do meu livro de memórias. Um tempo depois, mais uma vez não me senti a vontade com esse nome, achava ele muito comprido, então em agosto eu encurtei para Livro de Memórias, que é o nome que está atualmente. Já estou há quatro meses com esse novo nome e sinto que agora sim cheguei onde queria e me sinto satisfeita com ele.


O blog trocou bastante de nome esse ano, mas acontece que eu estava passando por uma longa fase de testes com o blog, experimentando várias coisas, vários nomes, inclusive um novo layout e novas colunas. Acho que agora eu finalmente vou aquieta porque eu fiquei realmente muito feliz com o nome atual, tem tudo a ver comigo e com o meu blog, e acho que não vou mudar mais.

Em maio de 2014 o blog completou o seu 1º ano de existência. O ruim é que eu tinha me esquecido completamente, não fiz nada de especial e só fui me dar conta quase um mês depois. Acontece que o mês de maio é sempre uma correria pra mim na faculdade, então foi por isso que eu acabei esquecendo, mas prometo que nos próximos aniversários a data não vai passar despercebida.

Esse ano eu fui para a Bienal do Livro São Paulo 2014. Como uma amante da leitura, nem preciso falar que pirei em tudo que encontrei por lá. Fui em três dias e me diverti muito, participei de várias coisas, tirei muitas fotos, conheci muita gente e cansei de tanto andar, mas valeu muito a pena.


Assisti de graça duas peças de teatro no Teatro do Sesi, em São Paulo: A Madrinha Embriagada e O Homem de La Mancha. Dois musicais absurdamente maravilhosos que me fizeram ficar com muita saudade do tempo que eu fazia teatro. Fazia muitos anos que eu não assistia a uma peça e eu quase havia me esquecido do quão maravilhoso é estar em cima do palco fazendo o que se ama.

Esse ano visitei duas emissoras de televisão, a TV Cultura e a Rede Record. Na faculdade, fiz uma websérie chamada Êxtase (fui a roteirista e a diretora), uma radionovela chamada Doce Veneno (fiz a voz de uma personagem), um programa de TV chamado Aqui Acontece (cuidei do cenário e fui assistente de direção) e dois programas de rádio chamados Hora do Recreio (fui a apresentadora) e Cine Trilhas (fui assistente de produção). Para quem não sabe, eu faço faculdade de Rádio, TV e Internet. E na premiação dos melhores trabalhos de comunicação de 2014 que ocorre todo final de ano na minha faculdade, o programa de TV Aqui Acontece ganhou como o melhor do ano!


Também comecei um curso intensivo de formação cinematográfica na minha cidade que eu adorei. Aprendi como se faz um filme (seja curta, média ou longa-metragem). Também participei das filmagens de dois curtas-metragens que desenvolvemos durante o curso (em um fui assistente de direção e no outro fui produtora de elenco). Esses curtas atualmente estão sendo editados para serem lançados em 2015, daí eu posto aqui no blog para vocês verem.


Esse ano eu decidi que começaria a contar quantos livros eu leio e quantos filmes eu assisto por ano, para poder sempre me superar ano após ano, afinal ler e assistir filmes são duas coisas que eu amo fazer. Em 2014 eu só comecei a contar a partir de julho, que foi quando tive essa ideia. Então essa contagem não vale para o ano inteiro, mas sim para a partir de Julho. Eu não me lembro quantos livros e filmes eu li/assisti antes disso:

LIVROS: 7Veja aqui
FILMES: 47 – Veja aqui

E contando com esse post, fechei o ano com 114 postagens no blog! O que são 22 posts a mais do que em 2013 (que teve 92 posts). Estou evoluindo e espero continuar assim! :D


UM FELIZ ANO NOVO PARA TODOS NÓS.
ATÉ O ANO QUE VEM! o/

Mais um ano terminando e agora é aquela hora para a Retrospectiva 2014 . Sempre achei muito legal essa coisa de olhar para trás uma últ...

1 comentários:

A vila ferroviária de Paranapiacaba (SP)

23.12.14 Renata Carvalho 5 Comments


No dia 07 de dezembro de 2014, eu fui com minha turma da faculdade e um professor para Paranapiacaba. Eu já tinha ido duas vezes antes com minha família, então já conhecia, por isso fique surpresa quando eu soube que meus colegas e professor nunca tinham ido antes, então sobrou para mim ser a "guia" do grupo, hahaha. Tivemos essa ideia de ir durante as aulas de Fotografia e Iluminação para TV. O professor Bruno queria que nós praticássemos nosso olhar para a fotografia e tirássemos boas fotos num lugar legal. Acontece que essa aula foi no primeiro semestre de 2014, a aula já passou, mas a vontade de ir mesmo assim continuou no segundo semestre de 2014. Após muitos contratempos como a copa, eleições, trabalhos e provas; conseguimos marcar para dezembro.

Paranapiacaba é uma antiga vila inglesa localizada no estado de São Paulo e que já virou um importante Patrimônio Nacional no qual agora recebe todos os anos milhares de turistas. Ela surgiu como centro de controle operacional ferroviário que ligava Jundiaí a Santos e também como residência para os funcionários que construíam e operavam as linhas férreas da companhia inglesa de trens São Paulo Railway. Essa companhia foi inaugurada no dia 1º de janeiro de 1867 e foi a responsável pela construção das primeiras estradas ferroviárias de São Paulo. Transportava passageiros, café, e muitas outras cargas. Suas atividades foram abandonadas a partir de 1980, mas a prefeitura de Santo André adquiriu a vila em 2002, tornando destino turístico para a única vila ferroviária em estilo inglês preservada do Brasil.

Eu e minha turma fomos no trem que parte aos domingos, às 8h30, da Estação da Luz, em São Paulo. A viagem é de 1h30 e é feita em uma composição de dois carros puxados por uma locomotiva dos anos 50. Mas é possível ir de carro também. Para voltar, o mesmo trem parte às 16h30 de Paranapiacaba de volta para a Estação da Luz.




Havia muita neblina quando chegamos, o que não favoreceu muito as fotos, mas desde sempre essa vila foi assim. Por vezes o sol apareceria por entre as nuvens, e era um sol tão forte que queimava, por isso era extremamente importante passar protetor solar. Eu esqueci de passar, e acabei voltando pra casa no final do dia com o rosto e os ombros muito vermelhos e doloridos, então, se você for para Paranapiacaba, não esqueça o protetor solar, mesmo que tudo indique que só vai chover.







As casas da parte alta da vila são bem pequeninas, espremidas umas nas outras e coloridas, uma graça. Muitas delas vendiam doces caseiros, bebidas típicas, sorvete. A maioria dos seus produtos era feito a partir de um fruto famoso de lá chamado cambuci. Esse fruto é tão popular que todos os anos, em abril, acontece o Festival do Cambuci.




A Igreja de Paranapiacaba surgiu em 1884. Antigamente chamada de "Capela do Alto da Serra", passou a celebrar missas quinzenalmente. Antes dela, no lugar existia um oratório.





O famoso mirante de Paranapiacaba abrigava as antenas da extinta TV Tupi. Lá do alto, tem-se uma vista panorâmica de tirar o fôlego da mata e dos trilhos. Das ultimas vezes que fui lá consegui ver tudo, mas nesse dia a neblina estava tão espessa que tudo o que conseguimos ver foi branco e apenas isso. Parece ser uma construção bem frágil, e é, com o tempo a madeira foi envelhecendo, mas pelo menos aguentou nosso grupo todo.













Atrás da gente esta a residência de alto padrão do engenheiro chefe da vila e de sua família, uma construção em estilo vitoriano do final do século 19, conhecida como Castelinho, localizada no alto de uma colina e que pode ser vista de qualquer ponto de Paranapiacaba. Não entramos porque a essa altura nosso tempo já estava acabando, mas eu já conheci o interior das vezes anteriores que vim, é muito legal conhecer a história, tem o retrato do engenheiro chefe e o da sua esposa, vale a pena, e a entrada custa só 3 reais.




O locobreque tinha a função de frear a composição na descida da serra, que simultaneamente puxava outra que subia. Mais tarde ele passou a transportar apenas turistas e virou sinônimo de luxo, já que possuía serviço de bordo e poltronas leito. Na foto abaixo, você confere como ele está atualmente, e como já foi um dia, em 1987, funcionando só para turistas.



Está tudo muito enferrujado e até perigoso hoje em dia, por isso não façam o que nós fizemos, que é subir para tirar fotos, hahaha.



Foi um passeio maravilhoso e que quero muito ir de novo e de novo, nunca me canso desse lugar, ainda há tantas coisas para fazer que eu não fiz em nenhuma das três vezes que fui. Há o "Festival de Inverno", o "Luz, Câmera... Terror!", "Festival do Cambuci", shows e eventos, programação de trilhas mata adentro, turismo (pedagógico institucional, cultural, esporte de aventura, observação, etc.), pode-se hospedar em pousadas ou hotéis por lá. Enfim, eu gostaria muito de ter uma casinha por lá, simples mesmo, onde por vezes eu passaria meus finais de semana. O lugar é muito lindo!

Estou sempre estou topando passeios assim, é só me chamar que eu estou dentro, sou dessas, haha. Espero que tenham gostado tanto quanto eu!


No dia 07 de dezembro de 2014, eu fui com minha turma da faculdade e um professor para Paranapiacaba. Eu já tinha ido duas vezes antes ...

5 comentários:

Dear Diary #6

21.12.14 Renata Carvalho 0 Comments


Oláá, sentiram minha falta?

Eu sei, acabei deixando o blog de lado durante muito tempo. Na verdade, desde outubro desse ano que eu já não postava mais com tanta frequência, mas aconteceram uma série de coisas que me levaram a dar uma pausa nas postagens.

Todo fim de ano é aquela correria que eu tenho certeza que muitos de vocês já conhecem. No meu caso, foi a faculdade que exigiu uma boa parte da minha atenção e dedicação. Muitos trabalhos e atividades para fazer e entregar, provas para estudar. E tinha também meu curso de cinema e as filmagens. Loucura! Falarei mais sobre tudo isso na retrospectiva do ano.

Mas também não vou negar que me senti incrivelmente aliviada por tirar umas “férias” do blog. Eu não me cobrei mais para postar, me senti livre. E tem também o layout do blog que já estava me cansando e isso querendo ou não me influenciava.

Eu uso layout free, já fiz inúmeras alterações nele sempre que eu sentia vontade, de acordo com o meu humor, mas claro que sem nunca tirar os devidos créditos que vocês encontram no rodapé da página. E outra, eu decidi que não quero mais usar Blogspot, eu queria migrar para o Wordpress, mas não faço a menor ideia de como se faz isso. Eu já assisti umas vídeo-aulas no youtube, já procurei no Google, mas me pareceu ser uma coisa tão complicada para uma amadora como eu. Eu precisaria que alguém fizesse isso para mim de graça, estou a procura.

Enfim, como vocês puderam notar, eu aumentei a área do post. Eu precisava muito disso, já que gosto de escrever textos grandes e também postar fotos com qualidade alta. Ainda não terminei de alterar tudo o que eu quero, mas vamos pouco a pouco que uma hora eu chego lá! :)

Vou voltar a me planejar e me organizar com o blog, só assim vou conseguir ter paz de espírito. Vou aproveitar que estou de férias e colocar minha vida de volta aos trilhos, fazer uma limpeza na minha vida em todos os aspectos. Amo essa época do ano por causa disso, sempre sinto uma sensação de renovação, recomeço, e isso é revigorante.

Bom, esse post foi só para avisar que estou de volta, mas não esperem para uma enxurrada de posts atrasados, afinal como eu disse, me permitirei postar apenas quando eu quiser, e não quando for necessário. ;D

Oláá, sentiram minha falta? Eu sei, acabei deixando o blog de lado durante muito tempo. Na verdade, desde outubro desse ano que eu ...

0 comentários:

TAG: Viciada em Séries

20.11.14 Renata Carvalho 4 Comments


Vi essa TAG no blog Morando Sozinha, e como sou dessas loucas viciada em séries que não vive mais sem, resolvi fazer. Eu não assisto tantas quanto gostaria por falta de tempo, mas vontade com certeza não me falta.


1. Qual a sua série favorita?
Gosto de várias, mas acredito que de todas, a que eu amei mais (e que já acabou) é Lost.

2. Qual série você indica para todo mundo?
Com certeza é Game of Thrones, agrada tanto os meninos quanto as meninas. A história é fabulosa, cheia de acontecimentos inesperados e reviravoltas, estou até mesmo lendo os livros da série. Recomendo!

3. Qual série tem o melhor figurino?
Eu diria que Pretty Little Liars. Não tem como negar que aquelas meninas são estilosas demais e sabem se vestir muito bem. E não só roupa, mas o cabelo e maquiagem também, além do quarto delas que traz a personalidade de cada uma e que também é o sonho de qualquer uma.

4. Qual foi a última série que você assistiu?
Estou tentando assistir a nova temporada de The Vampire Diaries, mas com a correria, tem sido bem difícil. Claro que eu tento fazer um esforço, afinal essa série é uma das minhas favoritas.

5. Já ficou triste com o final de alguma série?
Triste porque acabou ou triste porque não terminou do jeito que eu queria? Se for o primeiro caso, fiquei abaladíssima depois que terminei de assistir Friends, dez temporadas são poucas para mim, hehe. Se for o segundo caso, não, até hoje não me decepcionei com o final de nenhuma série, ainda bem.

6. Qual personagem você gostaria de ser?
São tantas, hahaha! Mas se é pra escolher só um, eu queria muito ser a Caroline Forbes, de The Vampire Diaries. Eu sempre achei que ela é incrivelmente sortuda por ter dois lindões como o Tyler e o Klaus atrás dela, aiai.

7. Qual série você tem vontade de assistir?
Minha lista de séries para começar a assistir de tanto que as pessoas falam bem só aumenta. Uma que pretendo começar a assistir assim que possível é Orange is the new black.

8. Qual série você não tem vontade de começar a assistir?
Nem sei, não me foco muito nas que eu não quero assistir, simplesmente acho que não tem a ver comigo e descarto. Mas pra citar uma (que nem conheço direito) é CSI.

9. Você já assistiu alguma série só por assistir?
Comecei a assistir Gossip Girl e as primeiras temporadas foram bem legais, assisti toda animada. Mas as últimas achei que perderam a graça, daí comecei a assistir só por assistir, já que tinha começado e queria ir até o final, mas não estava mais gostando tanto.

10. Pense em alguém, diga o nome dessa pessoa e fale uma série que vocês gostam em comum.
Não pensei em uma, mas várias. Meu pai e minhas duas irmãs. Nós todos somos viciados em The Big Bang Theory. Uma das melhores séries da atualidade.


Quem quiser fazer essa TAG também, sinta-se livre! Depois me mande o link porque eu adoro conhecer o gosto dos outros para séries ;D

Vi essa TAG no blog Morando Sozinha , e como sou dessas loucas viciada em séries que não vive mais sem, resolvi fazer. Eu não assisto ta...

4 comentários:

Dear Diary #5

15.11.14 Renata Carvalho 1 Comments


Minha vida anda uma verdadeira bagunça e correria ultimamente, e isso se deve à faculdade e ao curso de cinema. Todo final de semestre é a mesma coisa. A prova chegando e eu precisando estudar, mas quem disse que os próprios professores deixam? Estão sempre passando trabalhos e mais trabalhos para entregar. Assim fica difícil!

E o curso de cinema então? Estou envolvida com três curtas-metragens, um só já é dor de cabeça o suficiente. Preciso fazer relatórios dos ensaios, o que significa que mesmo não atuando no curta e nem sendo a diretora para ensaiar os atores, ainda assim eu preciso estar presente para anotar tudo o que todo mundo está fazendo.

Também estou procurando desesperadamente um estágio, mas não está sendo fácil mesmo. Ano que vem eu começo o terceiro ano, o que significa que é o último ano para se começar a estagiar, já que a maioria das empresas não aceitam estudantes que estejam cursando o último ano, ou seja, não dá pra deixar pra estagiar em 2016. Eu estou tentando uma vaga na TV Cultura, mas estão demorando demais para me dar uma resposta se passei na ultima entrevista ou se vão marcar uma nova com outro supervisor, e o tempo está passando. Eu tenho uma colega que conseguiu um estágio numa empresa de comunicação, diz ela que o serviço é bem fácil e os colegas são bem legais. Acho que vou tentar lá também, mas o que eu queria mesmo era a TV Cultura.

Bom, diante de tudo isso, acabei deixando o blog de lado durante um longo tempo. Eu estava ficando louca com a obrigação de ter que lidar com a faculdade e o blog, por isso resolvi me dar um tempo livre. Confesso que me senti bastante aliviada por me permitir ter esse sossego por um tempo, mas por outro lado, continuei com a pulga atrás da orelha quando entrava no meu blog de vez em quando e via tudo parado. Eu acho que o problema sou eu mesmo. Não devo me obrigar a postar sempre no blog, mesmo quando não tenho tempo ou vontade, mas também não devo deixar ele parado, se me incomoda tanto.

Não acho que eu vou voltar ainda a postar, afinal estou no auge da correria da minha vida. Voltarei apenas quando estiver mais livre com as obrigações e quando me sentir preparada para isso. Mas calma, isso não significa meses ou anos. Talvez esse mês ou no próximo eu volte a postar com frequência, não sei.

Preciso me organizar mais, e isso é um fato. Meu quarto está uma bagunça (roupas que eu não uso mais ainda guardadas ocupando espaço nas gavetas), meu computador está uma bagunça (imagens e vídeos que nunca vou usar só pesando), livros que eu quero muito ler esperando para serem lidos mas eu continuo sem tempo, o mesmo vale para os filmes e seriados que eu quero assistir. Também não vejo mais meus amigos, não saio, não passeio mais.

Planejo me organizar da melhor forma possível quando as férias chegarem, e a partir daí tentar manter. Nem sei se vou conseguir, mas não custa tentar, afinal sempre sinto uma grande paz de espírito quando vejo minha vida de volta aos trilhos.

Por enquanto é isso, se me der na telha apareço mais vezes com o Dear Diary que me faz tão bem por poder contar pequenas coisas do meu cotidiano.


Minha vida anda uma verdadeira bagunça e correria ultimamente, e isso se deve à faculdade e ao curso de cinema . Todo final de semestr...

1 comentários: